5 situações no fim do ano para evitar dor nas costas

http://www.herniadedisco.com.br/wp-content/uploads/2013/02/dor-nas-costas-corredores-atletas.jpg

A poucas semanas do natal, réveillon e início das férias escolares, um alerta: quem sofre com algum problema na coluna tem 85% a mais de chance de ter uma crise nessa época do ano. Isso por que montar árvore, carregar compras, preparar a casa para receber os convidados, além das longas viagens de carro são algumas das atividades comuns dessa época que, se feitas com postura inadequada, podem provocar dores na parte posterior do tronco.

Vamos dar dicas em 5 situações que ocorrem nesse período e tetar livrar essas dores que deixam qualquer um(a) de mau humor.
  • Para montar a árvore de Natal
As pessoas costumam ficar muito tempo agachadas ou, pior, de pé, abaixando-se para pegar algo no chão. Ficar com a coluna dobrada por longos períodos pode causar problemas na região lombar. A sugestão do especialista é encontrar uma posição que não sobrecarregue as costas, como apoiar um dos joelhos no chão e dobrar o outro à frente para fazer o contrapeso ou até sentar-se no chão mantendo a coluna reta.

  • Dia de compras
Caminhar por longos períodos, pegar filas e carregar as compras. É possível fazer tudo isso sem sofrer de dor nas costas no fim do dia. Nas filas, a postura correta deve ser mantida distribuindo o peso do corpo igualmente entre as pernas, elevando levemente o peito e contraindo a musculatura do glúteo. É muito comum que, para descansar, as pessoas se apóiem em uma das pernas ou concentrem o peso do corpo na coluna e isso pode causar dores por estresse prolongado. Na hora de segurar as compras, a recomendação é carregar pouco peso de cada vez ou usar uma mochila passando as duas alças pelos ombros.

Para descansar, é muito comum que as pessoas se apoiem em uma das pernas (como a moça de amarelo), o que pode causar dores por estresse prolongado (	Paulo de Araujo/CB/D.A Press)
  • Malas
Quando nos abaixamos com o joelho esticado para pegar a bagagem, o peso que recai sobre as costas é cinco vezes maior que o do objeto. Para não machucar a coluna, a dica é flexionar os joelhos, ao invés de dobrar a coluna para se abaixar.
  • Engarrafamentos e viagens de carro
O ideal é que o encosto do banco esteja para frente, o mais reto possível e que alongamentos sejam feitos de hora em hora. A cada parada, uma sugestão é fazer o movimento de extensão de tronco: de pé, a pessoa coloca as mãos na região lombar e curva as costas para trás. Cinco repetições evitam aparecimento de dores. Para quem já tem problemas na coluna o indicado é a utilização do Rolo McKenzie, que corrige a postura com a pessoa sentada.

  • Colchão diferente do seu
É muito comum que o corpo estranhe um colchão diferente nas primeiras noites. Para que não haja dores ao amanhecer, o ideal é que ele não seja nem duro, nem mole. O mais importante é estar apoiado em uma estrutura rígida, nunca em madeiras quebradas. É preferível colocar o colchão no chão a um estrado ruim. Para quem já tem dores vale a pena usar um travesseiro por debaixo do colchão para sustentar a coluna lombar.

0 comentários:

Comente com educação que o seu comentário será aprovado. Participe sempre!

Leitura de textos no celular pode causar danos à coluna cervical

A cabeça humana pesa cerca de 5 quilos. Porém, conforme o pescoço sobe e desce, o peso sobre a coluna cervical tende a subir. Numa inclinação de 15º, esse peso pode chegar a pouco mais de 12 quilos, já a 60º esse peso aumenta para quase 30 quilos. Com esses dados, cientistas chegaram à conclusão de que ler textos em celulares pode levar à lesões graves na coluna e até à necessidade de cirurgia corretora. As informações são do jornal Washington Post.

Num estudo a ser divulgado no próximo mês na revista Surgical Technology Internacional, o doutor em medicina Kenneth Hansraj, chefe em operação na coluna em um hospital de Nova York, descobriu que o hábito muito comum hoje em dia de ler e escrever nos celular está prejudicando a súde das pessoas. "É uma epidemia. Olhe ao seu redor. Todos estão com as cabeças abaixadas, olhando para o celular", ele diz. "O problema é profundo para o jovens. Com esse estresse sobre o pescoço, logo veremos esses garotos precisando de cuidados médicos com suas colunas. Os pais deveriam se preocupar mais com isso".

Para se ter uma ideia, o especialista compara que uma inclinação no pescoço em 60º, que faz o peso sobre o pescoço aumentar em quase 30 quilos (veja na ilustração), é como carregar um criança de oito anos sobre os ombros durante algumas horas diariamente. Usuários de smartphones tentem a passar entre duas e quatro horas, com a cabeça baixa, olhando para os celulares. São cerca de 700 a 1.400 horas por ano que os jovens tencionam demais a coluna cervical, segundo a pesquisa de Hansraj.

"Enquanto você alonga o tecido (do pescoço) por um longo período, ele se danifica, fica inflamado", acrescenta Tom DiAngelis, presidente da Associação Americana de Fisioterapia, o que pode causar hérnias de discos e outros problemas.

"Embora seja quase impossível evitar as tecnologias, as pessoas devem fazer um esforço para olhar para seus telefones com a coluna ereta (sem tencionar o pescoço) e evitar passar horas a cada dia debruçados sobre os aparelhos", de acordo com a pesquisa aconselham os médicos.

0 comentários:

Comente com educação que o seu comentário será aprovado. Participe sempre!