Dores nas costas podem ser sintomas de hérnia de disco

http://i0.statig.com.br/fw/9e/8d/ch/9e8dchh3ddfeuskvyzo3h75xt.jpg

A hérnia de disco é caracterizada pelo envelhecimento, precoce ou natural, dos discos intervertebrais que estão entre as vértebras cervicais torácicas e lombares. Os discos presentes entre as vértebras funcionam como amortecedores, evitando o choque entre os ossos. A hérnia acontece quando um destes discos estoura e o núcleo pulposo dele se dispersa.


A patologia é mais comum em pessoas com mais de 40 anos, mas ressalta que o excesso de peso e a prática de exercícios sem orientação podem ocasionar à doença entre os mais jovens. O  tabagismo pode intensificar o desenvolvimento de hérnias. O hábito de fumar pode diminuir a circulação sanguínea que irriga os discos vertebrais, levando ao ressecamento. Consequentemente, isso causa o desgaste deste tecido.

Os principais sintomas da doença são dores nas costas e pernas, além da perda de força dos membros. Formigamentos também podem ser um sinal de pequenas hérnias de discos, também conhecidas como protrusões discais.

A maioria dos casos pode ser tratada com medicação e fisioterapia. Em situações mais graves a cirurgia é necessária, visto que o paciente não respondeu aos tratamentos não invasivos. A intervenção cirúrgica é realizada em último caso.

0 comentários:

Comente com educação que o seu comentário será aprovado. Participe sempre!

Prevenção para dores na coluna durante o trabalho



Uma das principais reclamações das pessoas na atualidade está relacionada às dores nas costas. Seja qual for a região, o problema atinge quase todo mundo, principalmente quem passa horas sentado à frente do computador (geralmente com a postura incorreta), ou mesmo quem faz muito esforço físico na região sem que ela esteja fortalecida. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que aproximadamente 80% da população mundial sofrerá pelo menos um episódio de dor na coluna durante a vida. 

Não tratada ou prevenida da forma correta, uma lombalgia simples pode se tornar um problemão ao longo do tempo.  Falando em lombalgia,  aquela dor que afeta a coluna vertebral na parte debaixa, atinge em cheio quem permanece sentado por longos períodos, como pessoas que trabalham em escritórios. Nestes casos, é uma necessidade trabalhar em uma mesa de boa altura e uma cadeira ajustável e com encosto.  Identificar a melhor maneira de sentar-se é fundamental para evitar a lombalgia. É recomendável  às pessoas que passam longos períodos sentadas, que se levantem de vez em quando e que façam
exercícios leves ao longo do expediente, como andar, caminhar e, se a empresa em que trabalham disponibilizar a ginástica laboral, que a façam.

RELAXAMENTO

Quem trabalha em pé também sofre com dores nas costas. Nestes casos, é recomendável que a postura seja mais ereta possível, evitando a queda dos ombros e o relaxamento natural. Trabalhadores que carregam peso precisam ter cuidados redobrados. É importante lembrar que quando abaixar para pegar objetos no chão é imprescindível flexionar os joelhos e trazer o objeto próximo ao corpo antes de se levantar. 

Nao existe o melhor tratamento para as dores na coluna pois cada caso é um caso. É preciso fazer os exames específicos para chegar ao diagnóstico correto. Repouso, a restrição da atividade física, ou exercícios específicos, fisioterapia, evitar o sedentarismo, se alongar a cada duas horas, ter uma boa qualidade de vida e alimentação saudável são alguns dos procedimentos para combater as dores.

FORTALECIMENTO

Fortalecer a musculatura é uma forma de prevenir as dores na coluna. Neste quesito, o método Pilates surge como um dos principais agentes. A atividade possui técnicas apropriadas para auxiliar no alívio das dores, porque ela é eficaz no fortalecimento dos grupos musculares e na reeducação postural, estabilizando a coluna. 

A maioria dos exercícios de pilates fortalece os músculos necessários para dar suporte adequado à coluna e vão fazer com que você se conscientize de que realmente precisa ter a postura correta. Porém, não adianta apenas manter a postura nas aulas e depois, nas atividades diárias, voltar a praticar tudo o que é errado posturalmente.

0 comentários:

Comente com educação que o seu comentário será aprovado. Participe sempre!

Livre-se da dor nas costas!

http://static.guiame.com.br/imagens/2013/01/18/Dores%20nas%20costas.jpg

Não se tem duvidas que a dor é o principal motivo para as pessoas buscarem os consultórios médicos. Quando essa dor é nas costas, as reclamações vêm de pessoas com diversos perfis. E a forma como qualquer dor impacta na qualidade de vida e nas ações diárias pode ser enorme. Por isso, a importância de buscar o causador, o tratamento e, principalmente, a prevenção.

As causas para a dor na coluna são diversas, como patologias intrínsecas à estrutura (ossos, discos intervertebrais, nervos), assim como traumas, tumores, infecções, transferências de episódios de estresse e até reflexos de doenças em outras partes do corpo. No entanto, a causa mais comum da dor nas costas é a parte mecânica, que abrange os movimentos e a postura.

Ao começar a sentir dores na coluna, é necessário procurar um profissional para avaliar a causa. Com diagnóstico adequado, os caminhos para se livrar da dor, tratar e prevenir a causa podem ser tomados da melhor forma. E a prevenção para todas as pessoas passa por uma relação diferente com o corpo e com o cotidiano que inclui atribuições diversas e muita reclamação da falta de tempo.

A coluna vertebral vista de lado possui ondulações próprias da anatomia – que devem ser respeitadas e, nos casos em que há patologias, acompanhadas para não interferir na qualidade de vida.

O sedentarismo e a posição sentada, sem cuidados com a necessidade de alongamento e fortalecimento da musculatura, as posturas adquiridas acabam por aumentar tais curvaturas, como a hipercifose (aumento curvatura da região dorsal) e a hiperlordose (aumento curvatura região lombar).

O primeiro passo para se livrar das cores nas costas é prestar atenção o que está causando-a e procurar um profissional para definição do tratamento para não prejudicar o seu dia a dia.

0 comentários:

Comente com educação que o seu comentário será aprovado. Participe sempre!

5 exercícios para aliviar dores nas costas

http://perlbal.hi-pi.com/blog-images/787939/gd/130572165882/Efetividade-do-exercicio-fisico-em-ambiente-ocupacional-para-controle-da-dor-cervical-lombar-e-do.jpg

Para prevenir o aparecimento de dores nas costas e relaxar a tensão na lombar, conheça 5 exercícios e alongamentos indicados  que podem ser realizados em qualquer momento do dia. Acompanhe:

Círculo com o ombro: sentada, coloque suas mãos sobre a mesa relaxe bem os braços, fique bem posturada na cadeira. Em seguida, realize movimentos de circulo com o ombro que ajudam a aliviar os pontos de tensão, responsáveis pela irradiação da dor para braços e coluna. Repita cinco círculos de cada lado.

Alongamento do pescoço: sentada, bem posturada, flexione a cabeça para frente e para baixo e mantenha por oito segundos (esse exercício não deve ser feito se a pessoa tem dores irradiadas para o braço) repita três vezes e volte para posição inicial, na sequência, vire olhando para a esquerda e para a direita fazendo uma pequena parada no final do movimento. O objetivo é alongar os músculos do pescoço e melhorar a circulação sanguínea na região. Faça os movimentos cinco vezes de cada lado.

Alongamento do pescoço: sentada, com o troco bem posicionado. A mão direita puxe a cabeça para o lado direito, inclinando ao máximo. Procure manter o ombro esquerdo para baixo durante o alongamento. Esse alongamento não deve provocar dores irradiadas para o braço.

Alongamento lombar: deitada de costas com os joelhos dobrados, abrace os joelhos com os dois braços e traga as coxas para se juntar ao tronco, nesse momento mantenha por 8 segundo. Repetir três vezes.

Mobilização lombar: deitado de costas com os joelhos dobrados e os pés apoiados no chão, em seguida, junte as coxas e pernas e realize movimentos para direita e esquerda sem tirar os pés do chão. Procure deixar os ombros e tronco em contato com o colchão.

0 comentários:

Comente com educação que o seu comentário será aprovado. Participe sempre!