Solução para dores na coluna pode começar por mudança de hábitos

http://3.bp.blogspot.com/-S6slNC01odk/T2lGSltcYRI/AAAAAAAAAYM/KTkTsYdK13U/s1600/dores-costas.jpg

Segundo a Organização Mundial da Saúde, estima-se que 80% da população sofre ou sofrerá algum tipo de incômodo na região da coluna. Mas, a boa notícia é que, com tratamentos simples e algumas mudanças de hábito, já é possível diminuir consideravelmente a incidência de dores nas costas.

O excesso de peso é o inimigo número um da coluna. O sobrepeso aumenta a pressão nos discos da coluna e influencia no equilíbrio postural fisiológico. Muitas vezes, uma simples redução de peso pode melhorar o quadro doloroso. Por isso, a realização de exercícios físicos é tão importante. A falta de exercícios pode levar à fraqueza da musculatura abdominal e da coluna. Com a realização de exercícios regulares, obtemos fortalecimento muscular, aumento da flexibilidade e melhora da irrigação sanguínea nas fibras musculares da região dorsal.

A atenção com a postura e a consciência corporal, a partir do ajuste de pequenos hábitos cotidianos, também são pontos fundamentais para quem quer evitar dores na coluna.  Alguns dos erros mais comuns são apoiar bolsas ou sacolas pesadas em um só lado do corpo, levantar objetos do chão de forma errada e passar horas em frente ao computador com uma postura inadequada. Incômodos na coluna são decorrentes da dificuldade em se manter uma postura adequada no dia a dia. A dor lombar, ou lombalgia, é a queixa mais comum. Estatísticas apontam que quatro entre cinco adultos apresentarão esse sintoma ao longo dos anos. Outras queixas comuns em consultório são as hérnias de disco e dores na cervical.

Outro ponto curioso, mas que também pode influenciar o surgimento de dores, é o hábito de fumar, que prejudica a circulação sanguínea. Assim, a menor irrigação dos vasos nos discos vertebrais que protegem a coluna faz com que eles percam a maleabilidade. Como sua função é absorver os impactos que a coluna sofre no dia a dia, é como se ficássemos sem o nosso 'amortecedor' natural, expondo a coluna a batidas e impactos.

A  grande maioria das ocorrências responde muito bem ao tratamento conservador com fisioterapia e medicamentos, de acordo com a necessidade do paciente, dispensando cirurgias. O tratamento fisioterapêutico é realizado de forma individualizada e após avaliação criteriosa. De acordo com o diagnóstico do paciente, é determinado o planejamento do tratamento e os recursos a serem utilizados – como eletroterapia, terapias manuais, hidroterapia, pilates e RPG (Reeducação Postural Global).

Conheça alguns dos principais fatores causadores de dores nas costas:

- Distensão muscular: estiramento brusco e significativo de um músculo, para além dos limites normais do movimento em que participa. Geralmente são notadas por quem abusou de exercícios físicos ou carregou muito peso e de forma errada.

- Contraturas musculares: a principal causa das contraturas é a manutenção de posturas corporais inadequadas por longos períodos de tempo, ocasionando aumento do tônus muscular a níveis superiores ao normal. Com isso, o músculo afetado fica sob tensão e dolorido ao toque. Nesse caso, o movimento do segmento corporal onde se encontra ou cujo movimento depende dele fica comprometido.

- Hérnia de disco: ocorre quando a parte mais central do disco, que se localiza entre as vértebras, sai da estrutura da coluna, causando dores locais muito fortes, algumas vezes irradiadas para os braços e as pernas.

- Escoliose: decorrente da má postura, é uma curvatura anormal da coluna, que passa a apresentar uma deformidade.

0 comentários:

Comente com educação que o seu comentário será aprovado. Participe sempre!

Dor ciática é um sintoma derivado de outro problema

http://belezanaturalmentesaudavel.com/wp-content/uploads/2014/05/ci%C3%A1tica.jpg

Má postura, rotina agitada, sedentarismo e excesso de peso estão entre as principais causas das dores nas costas. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 85% da população sofre ou ainda vai sofrer desse mal moderno. Além de prejudicar a qualidade de vida, as dores nas costas representam um impacto socioeconômico importante.

Saiba mais sobre Hérnia de Disco

Conheça o Faça Fisioterapia

A dor no nervo ciático, muitas vezes confundida com doença, é na verdade um sintoma derivado de outros problemas. Em aproximadamente 90% das vezes, as dores são causadas pela hérnia de disco, pela ruptura ou pelo deslocamento dos discos. Os outros 10% podem ser causados por espasmos ou fadiga de músculos da região do glúteo. Esses problemas são criados pela repetição de atividades físicas pesadas e posturas incorretas.

Localizado entre a região lombar e a parte mais baixa das pernas, passando pelas nádegas, o nervo ciático é o que tem a estrutura mais longa do corpo humano. Ele é responsável pela sensibilidade, mobilidade e articulações dos membros inferiores. Quando há uma inflamação ou compressão nesse nervo, pode ocorrer a dor ciática. Quem sofre com ela geralmente reclama de fisgadas, queimação e formigamento na região afetada. Em alguns casos, a dor é tão forte que a sensibilidade da perna diminui ou a pessoa não consegue se mexer.

Na maioria dos casos, há um aumento gradual da dor, que pode piorar depois de ficar em pé ou sentado por muito tempo, durante a noite, ao espirrar, tossir ou rir ou ao se dobrar para trás ou andar por muito tempo. A dor ocorre mais frequentemente de um só lado, mas pode aparecer nas duas pernas. O exame clínico bem feito é fundamental para identificar a causa da dor ciática. Existem exames específicos que determinam as causas suspeitas. Eles podem mostrar reflexos anormais ou ausentes, ou fraqueza ao dobrar o joelho ou ao movimentar os pés.

Como a dor ciática é um sintoma de outra doença, o tratamento deve ser direcionado à causa identificada. É muito comum o paciente ser tratado somente dos sintomas, mas a causa continua presente levando esse paciente a novos episódios de dor e recorrências em curto espaço de tempo. Por isso, um tratamento com medicamentos prescritos por médico, juntamente com a fisioterapia para descompressão da raiz nervosa, garantem o sucesso de todo o tratamento.

O tratamento deve ser direcionado, tendo como objetivo descomprimir esse nervo através de procedimento fisioterapêutico não convencional, que utiliza aparelhos modernos de tração eletrônica e descompressão dinâmica, além das principais técnicas de terapia manual. Em conjunto são realizados exercícios terapêuticos de estabilização estática e dinâmica para o fortalecimento da musculatura, a fim de evitar novos episódios. O principal objetivo de um tratamento especializado é reabilitar o corpo como um todo e apenas 10% dos casos são cirúrgicos.

0 comentários:

Comente com educação que o seu comentário será aprovado. Participe sempre!

Dez sinais de alerta para a dor na coluna


Você já pensou em viver sem dor? Sim caro internauta, sentir dor não é normal, são constantes as disfunções na coluna serem causas de reclassificação profissional, embora várias pessoas tenham se acostumado a isso, a dor é uma resposta do corpo de que há alguma coisa errado. Além de prestar mais atenção na origem de suas dores nas costas, é crucial que você procure um especialista da área para iniciar um tratamento imediato.

No nosso post de hoje traremos um teste simples para que você comece a prestar mais atenção na sua dor nas costas que possam ter origem a partir de disfunções vertebrais, compressões nervosas, discais ou musculares, para que possa tomar as providencias imediatamente.

Lembre-se sentir dor não é normal, cuide-se!

Dez Sinais de dores na coluna que sugerem disfunções vertebrais

Se você responder sim a qualquer uma das perguntas a seguir, você deve consultar um especialista em coluna:

1. Sua dor na parte inferior das costas se prolonga até sua perna?
Se a dor é persistente e severa, ela é um sinal de que algo está comprimindo um nervo (comumente o nervo ciatico) que se prolonga de suas costas para a perna.

2. A dor na sua perna aumenta se você levantar seu joelho até o peito ou se curvar sobre ele?
Em caso positivo, há uma grande possibilidade de um disco estar irritando um nervo (provavelmente ciatico).

3. Você sentiu uma dor muito forte após uma queda recente?
Uma queda pode causar danos a sua coluna. As chances de lesões aumentam se você tiver osteoporose ou se estiver gestante.

4. Você Possui disfunções ou problemas de postura?
Durante a infância e adolescência, desenvolvemos vícios posturais que na fase adulta podem se estruturar em problemas de postura que com o tempo passam a gerar dores musculares, como segue abaixo.

Tipos de postura e pontos de dor



5. Você tem sentido dores nas costas que pioram quando você repousa ou que o acordam à noite?
Se isso estiver acompanhado por febre, pode ser sinal de que há uma infecção ou outro problema, se não, identifica compressão em nervos que pioram durante o repouso do sono.

6. Você tem sentido dores nas costas significativas por mais de três semanas?
Geralmente, a dor desaparecerá com um tratamento simples. Entretanto, se sua dor persistir, você deve consultar um especialista em coluna.

7. Você tem problemas persistentes de bexiga ou de intestinos ou cólicas em período menstrual associados a dor lombar?
Problemas de bexiga ou de intestinos podem ter diversas causas, mas alguns problemas de coluna podem causar esses sintomas, portanto há a necessidade de investigar. Em caso de cólica menstrual associada a dor lombar, justifica-se pelo aumento de tensão dos músculos lombares durante este período, que podem ser devidos a ma postura.

8. Você acorda frequentemente com dores no corpo e associa que piora durante o sono?
Devemos estar atentos a postura de dormir, pois dores na coluna causam distúrbios do sono e o uso de cama ou travesseiros inadequados pioram as dores. O ideal e manter a coluna alinhada, podendo usar um travesseiro embaixo da cabeça e outro entre as pernas, alinhando a coluna cervical e lombar com a coluna torácica.


9. Você fica com as pernas adormecidas ou enfraquecidas ao caminhar?
Esses problemas podem ser causados por um estreitamento do canal vertebral. Isso é chamado de estenose vertebral onde pode estar havendo um pinçamento de nervos.

10. Você sente dores de cabeça em aperto na região da nuca que desce para os ombros, podendo chegar ate os braços?
Quando ocorrem disfunções na coluna cervical comumente pode ser devido a compressão de nervos dos ombros, braços, cabeça ou face. Caso as dores persistirem, necessita-se procurar fisioterapeuta especializado .

0 comentários:

Comente com educação que o seu comentário será aprovado. Participe sempre!