Prevenção: evite dor na colina vertebral ao acordar

http://veja.abril.com.br/blog/viver-bem/files/2012/10/costas-580.jpg

Dor nas costas tem sido um problema cada vez mais frequente na população. Os fatores de risco mais relevantes das lombalgias e dorsalgias são sobrecarga ou esforço físico adicional, posturas incorretas, obesidade, sedentarismo e estresse.

A posição ao deitar-se para dormir e também o colchão e o travesseiro utilizados também podem influenciar na saúde da coluna. As dores musculares no corpo logo de manhã, ao acordar, são mais frequentes do que se poderia esperar. Depois de uma noite de sono seria de supor que o corpo estivesse devidamente repousado e em plena forma para um novo dia. Assim deveria ser num mundo ideal, mas a realidade quotidiana do presente está motiva situações de stress permanentes, ansiedades e hábitos e modos de vida que podem estar na base destas dores matinais que se aliviam com o passar do tempo.

Em relação às posturas, são importantes os cuidados durante as atividades laborativas, como evitar longo período assumindo uma mesma posição, e até mesmo durante o repouso. E durante o sono, em geral, o decúbito dorsal (deitar com a barriga voltada para cima) e lateral (para os lados esquerdo ou direito) são as melhores posturas. Além disso, pessoas que apresentam dor nas costas devem evitar dormir com a barriga para baixo.

O tipo de colchão mais indicado para dormir é o semi-rígido é o mais adequado e que a densidade da espuma deve variar com o peso da pessoa. Já quem dorme de lado deve utilizar um travesseiro da altura do ombro. Em decúbito dorsal, o travesseiro deve ser bem baixo, com exceção daqueles que possuem hipercifose (giba), ou seja, aumento pronunciado da concavidade da curva torácica, que necessitam travesseiros mais elevados.

A postura durante o sono é tão importante quanto o tipo do colchão e travesseiro e que, com o passar do tempo, a espuma ortopédica do colchão perde a qualidade e o colchão se deforma, havendo a necessidade de troca. O mesmo pode acontecer com o travesseiro de espuma. O uso inadequado do travesseiro pode desencadear contratura muscular na região cervical, o chamado torcicolo, que cursa com dor intensa e rigidez no pescoço. Geralmente, a tensão muscular reduz durante o primeiro ou segundo dia com a utilização de analgésicos e com o uso de colar cervical, forma de imobilizar parcialmente a coluna cervical.

Ele lembrou, também, a importância de salientar que na maioria dos casos de 'dor nas costas' há uma combinação de fatores que são responsáveis pelo desencadeamento do quadro doloroso. È importante identificar os principais fatores e tentar reduzir os efeitos danosos à coluna vertebral. Pessoas que apresentam dificuldades em assumir posturas corretas podem ser beneficiadas com a realização de exercícios posturais, alongamentos ou RPG (Reeducação Postural Global).

Como dormir melhor

    • Coloque seu travesseiro sob sua cabeça, não sob seus ombros;
    • Evite travesseiros com muito enchimento, eles não deixam sua cabeça descansar em uma posição neutra;
    • Durma de lado, com seus joelhos levemente dobrados e com um travesseiro entre seus joelhos. Essa é a melhor maneira de manter uma postura corporal adequada enquanto permanecer deitado. Evite torcer suas pernas em direção ao tórax. Se você tem que dormir de costas, coloque um travesseiro sob seus joelhos para dar um apoio à curvatura normal da parte inferior das costas;
    • Evite dormir de barriga para baixo, já que isso pode agravar as dores nas costas e no pescoço;
    • Muitos fabricantes de colchões promovem os de superfície extra-firme, mas pode ser que um colchão seja firme demais. Do mesmo modo, alguns colchões podem ser macios demais, especialmente os que possuem uma cobertura extra-macia de penas. Nenhuma das duas situações permite o repouso dos seus músculos, já que eles precisam trabalhar durante a noite toda para encontrar uma posição confortável e para manter a postura correta.

0 comentários:

Comente com educação que o seu comentário será aprovado. Participe sempre!