Dor nas costas e a posição sentada







Dor nas costas e a posição sentada

Oitenta por cento dos seres humanos sentem dor lombar (lombalgia) em algum momento de suas vidas. A maioria destas pessoas pode manter suas atividades habituais, porém, com desconforto ou dor. A dor se relaciona com problemas mecânicos da coluna vertebral, isto é, com o mau uso dela, como sentar-se em uma posição inadequada.

Quando nos sentamos nossa pelve tende a rodar para trás. Esta posição "retifica" nossa coluna lombar, ou seja, nossa coluna, que nessa região tem uma curvatura para dentro, fica arredondada para fora. O que ocorre é que os orifícios da coluna por onde os nervos passam se abrem, os músculos de sustentação relaxam e os ossos, discos e ligamentos assumem toda a carga.



Sentar-se assim, na maioria das vezes, é confortável e alivia as dores e o cansaço das costas, porém, o hábito de nos sentarmos sempre desta forma, e não sobre os ísquios (os ossinhos do bumbum), além de enfraquecer os músculos das costas, enfraquece os abdominais e a musculatura da bacia, encurta os músculos da parte de trás das coxas e pernas, sobrecarregando estruturas que não servem para carregar peso. Com essa musculatura em desequilíbrio, quando ficamos em pé nossa pelve não volta a posição correta (sem a rotação posterior). Músculos de sustentação – e proteção – da coluna fracos nos expõe a um alto risco de lesão e dor com pequenos esforços.

Portanto, é muito importante cuidar da forma como sentamos. Os pés apoiados, joelhos e quadris em aproximadamente 90 graus e apoio para coluna torácica evitam o arredondamento das costas e mais dores…

COMENTE ESSE POST

Compartilhe no Google +

0 comentários:

Comente com educação que o seu comentário será aprovado. Participe sempre!