Dores nas costas: quais são as principais causas, como tratar e prevenir










Quem nunca sentiu uma dorzinha nas costas que atire a primeira pedra. A maioria das pessoas já sofreu com este problema em algum momento da vida. Mas até que ponto a dor pode se tornar uma doença séria? A dor nas costas é um termo popular, mas na medicina ela é chamada de lombalgia.

As principais características são contraturas e rigidez das vértebras e, em casos mais graves, a lombalgia pode ocasionar a hérnia de disco, que é uma ruptura estrutural em um dos discos da coluna e ocorre mais nas partes cervical e lombar. A postura inadequada e o estresse são os maiores responsáveis pela dor. Uma das causas da lombalgia também está na falta de atividade física. É bom fazer exercícios que fortaleçam a musculatura da coluna e do abdômen. A musculação e o pilates, por exemplo, sempre devem ser feitos com orientação de profissionais capacitados. A Reeducação Postural Global (RPG), também é recomendada como precaução da má postura e a fisioterapia preventiva serve para pessoas que trabalham ou realizam atividades sempre em uma mesma postura ou com movimentos repetitivos. A má postura é resultado do mau condicionamento físico e um reflexo do corpo que, sem treinamento diário, não consegue sustentar o esqueleto e em particular o edifício vertebral.

Além da dor nas costas, algumas pessoas apresentam desvios posturais. Os desvios são alterações na coluna vertebral. É o uso incorreto das articulações corporais. Fazer alongamentos durante o trabalho ajuda a evitar estes problemas. Exercitar-se no trabalho ou em casa também é uma ótima maneira de se prevenir problemas. Cuidados com a postura (ao sentar, trabalhar no computador e realizar atividades físicas) e na hora de carregar pesos (tipo bolsa, sacola, mochila ou até mesmo levantar coisas do chão). As mulheres devem tomar cuidado ao usar salto alto, pois o sapato pode mudar o posicionamento sagital da coluna. Quem usa permanentemente o salto alto deve evitar retirá-lo (e utilizar Anabela ao invés de rasteirinhas) porque terá dor lombar ou cervical, se tiver tendões retraídos.

Desvios posturais:
· Escolioses: Rotações acentuadas da coluna – quando um grupo de vértebras gira mais do que o normal sobre outro – causando postura de S ou de C, gerando má postura. Pode ser de causa genética ou postural. Pode ser tratado com fisioterapia ou com cirurgia, em casos muito graves.
· Hiperlordose: É o mal do bumbum empinado. Causa desconforto e dor na região lombar. O tratamento é feito com fisioterapia, trabalhando, principalmente, com RPG e pilates, além de mobilizações das vértebras.
· Hipercifose: Pessoas corcundas. Pode ser tratado com fisioterapia, englobando principalmente exercícios de RPG e pilates. Em casos extremos é indicada a cirurgia.

Principais causas da dor nas costas:
· Excesso de peso;
· Uso inadequado de tênis;
· Gordura abdominal;
· Fraqueza abdominal;
· Encurtamento da musculatura posterior das pernas.

Tratamento:
O tratamento para a dor nas costas, é feito, principalmente, com atividades físicas. O fisioterapeuta explica que se avalia a coluna, inicialmente, quanto ao alinhamento. Posteriormente, observa-se quais as atividades que a pessoa faz por dia e, assim, o profissional consegue orientar o paciente do modo correto de praticá-las e elaborar um tratamento especifico para o caso. O tratamento também pode ser feito com o uso de analgésicos, relaxantes musculares e antiinflamatórios não esteróides. Lembrando sempre, que é o médico quem vai dizer o que você deve ou não tomar. A cirurgia é indicada em algumas situações especiais como a hérnia de disco que não responde ao tratamento clínico. A cirurgia é simples e geralmente realizada com utilização de microscópio.

COMENTE ESSE POST

Compartilhe no Google +

0 comentários:

Comente com educação que o seu comentário será aprovado. Participe sempre!