quinta-feira, 24 de julho de 2014

Exercícios de fortalecimento podem evitar dores nas costas


Ter dores na coluna é um problema comum. Segundo estimativas da OMS (Organização Mundial de Saúde), 85% da população sofre ou ainda vai sofrer desse mal. As dores podem aparecer em três partes diferentes da coluna: lombar (localizada acima do quadril), dorsal (na parte central das costas) e cervical (entre a cabeça e o tronco).

Porém, é possível diminuir as chances de ter crises com exercícios para fortalecer a musculatura estabilizadora da coluna. Eles são importantes não só para quem nunca teve problemas de coluna, mas também para quem já sofreu com as dores e não quer passar por isso novamente.

Em geral toda atividade física recruta a musculatura estabilizadora - que são os músculos que mantém a coluna na posição correta, mas uma atitude pró-ativa de trabalhar especificamente esses músculos que protegem a coluna é ótimo.

Outro fator de risco que causa as dores na coluna e deve ser evitado é o aumento de peso. O excesso de peso é o maior inimigo da coluna, pois a cada 10 quilos acima do peso adequado, o risco de prejudicar a coluna aumenta em 25%.

O sedentarismo também é um dos responsáveis pelas dores nas costas. A vida sentada é o grande mal da vida moderna, por isso o mais importante é não permanecer mais que 40 minutos sentado na frente do computador. A coluna agradece a prática de exercícios, pois eles ajudam no fortalecimento muscular, aumento da flexibilidade e melhora da irrigação sanguínea das fibras musculares da região dorsal.

O cigarro também é inimigo, pois ele contém substâncias que prejudicam a circulação sanguínea. A menor irrigação dos vasos nos discos vertebrais que protegem a coluna faz com que eles percam a maleabilidade. Como a função dos vasos é absorver os impactos que a coluna sofre no dia-a-dia, o fumante fica sem o 'amortecedor' natural.

Má postura

Por fim, a postura incorreta é uma das maiores responsáveis pelas dores nas costas. A pessoa precisa saber como levantar da cadeira e da cama, como se sentar corretamente, como se vestir e até escovar os dentes e cortar os alimentos. Tudo isso faz parte da consciência corporal. Para sentar na mesa do trabalho, por exemplo, os pés devem estar apoiados no chão, os joelhos fazendo um ângulo de 90º graus e os glúteos bem encostados atrás na cadeira  - sem escorregar pra frente. A cadeira também deve ter um bom apoio lombar para manter a curvatura e preferencialmente um apoio para os braços.

Também é importante dividir o peso que será carregado em bolsas e mochilas. Na hora de carregar bolsas, malas e pacotes, dividir os pesos igualmente nos dois lados do corpo é bom, pois levar tudo em um lado só pode trazer complicações e dores na coluna.

Outras ações, como levantar os objetos corretamente, também contribuem para evitar lesões. Para levantar qualquer objeto do chão, é preciso dobrar os joelhos e ficar de cócoras, pois assim o peso é absorvido pelos músculos das pernas e não pela coluna vertebral. A pessoa jamais pode curvar apenas as costas para alcançar e levantar qualquer objeto, mesmo os mais leves.

Até entrar e sair do carro corretamente pode evitar dores com a torção da coluna. Tanto para entrar como para sair do automóvel, a pessoa deve ficar sentada e girar as pernas e o tronco ao mesmo tempo. Para evitar essas torções, as pessoas também devem se vestir sentadas. Calçar meias e sapatos e mesmo vestir uma calça em pé, dobrando-se para frente, pode causar dores nas costas e na região lombar.

Organizando o guarda-roupa: esta é uma tarefa que pode demorar um bocado. E também pode sobrecarregar as costas e os ombros, principalmente se você ficar abaixando e levantando para guardar as roupas. Use escadas ou banquinhos para guardar ou retirar objetos acima no nível da cabeça, e dobre os joelhos para recolher objetos de lugares baixos.

Diagnóstico e tratamento

Normalmente quem sofre com dores nas costas usa frequentemente analgésicos, anti-inflamatórios e relaxantes musculares, mas nem sempre esses medicamentos bastam para conter a dor. O indicado é sempre procurar um médico especializado em coluna vertebral para realizar o diagnóstico para afastar outros diagnósticos como doenças neoplásicas, metástases, doenças vasculares (aneurismas), doenças urológicas (litíase renal) e doenças reumáticas entre outras.

O tratamento consiste em identificar o fator da causa e sua correção. Algumas medidas que são indicadas pelos médicos são a eliminação dos pontos de gatilho, massagem, crioterapia, eletroterapia, acupuntura, fisioterapia, medicamentos e até procedimentos minimamente invasivos, como bloqueios anestésicos e infiltrações na coluna.

A indicação é individualizada, portanto na maioria dos casos de pacientes diagnosticados com sinais e sintomas de dor a medida mais eficaz é estabelecer uma programação terapêutica com equipe multidisciplinar (neurocirurgião, fisiatra, acupunturista, psiquiatra, fisioterapeuta, psicólogo e nutricionista) para todos trabalharem com um só objetivo: controlar a dor e sintomas associados e melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Os procedimentos cirúrgicos só são realizados em casos de exceção ou quando o paciente tem sofrimento neurológico importante, como perda de força. Mas menos de 5% das hérnias de disco têm necessidade de cirurgia.

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Shiatsu pode beneficiar as pessoas com dores nas costas


http://3.bp.blogspot.com/-GxswFmY5Xj4/Tzx01Sd38HI/AAAAAAAAE9I/jy5yfpAiHI8/s1600/massage-half.jpg

Já se tornou comum ouvirmos inúmeras queixas de dores nas costas. Essas dores podem acometer as pessoas, gerando um alto nível de desconforto, que as incapacita de realizar as atividades básicas do dia-a-dia. E paralelo a estes relatos, se torna cada vez mais evidente, que boa parte delas, não possui o hábito de cuidar da própria saúde, como a prática de exercícios e a boa alimentação. Ainda como agravante, tem uma rotina estressante, trabalhando muitas horas e descansando pouco. Esses fatores podem refletir negativamente sobre as costas, aumentando ainda mais as dores.

Já conhece o Faça Fisioterapia?

Leia o blog sobre Terapia Manual

Leia matérias sobre Terapia Alternativa

O que pode provocar dor nas costas?

Fatores Físicos: Carregar e levantar peso demasiado, ficar por muito tempo na mesma posição, realizar movimentos repetitivos, o sedentarismo, a obesidade, a idade, efetuar movimentos bruscos e acidentes. Esses fatores podem provocar distensões e espasmos musculares, além de comprometer a integridade das estruturas da coluna vertebral, provocando desvios de curvatura, que desgastam os discos intervertebrais.

Fatores Psíquicos e Energéticos: Para os praticantes da medicina oriental, as costas somatizam grande parte dos nossos conflitos internos, devido às diversas relações do emocional com o físico. As costas, denominada pelos japoneses Hokai, refletem externamente o funcionamento do organismo em áreas específicas, que tem a capacidade de concentrar uma grande quantidade de energia vital, ligando as estruturas internas com as externas e vice e versa. Quando a energia vital fica bloqueada numa dessas áreas, podemos atuar sobre a mesma, realizando a leitura das relações dos sistemas em desarmonia. Por exemplo: Quando encontrarmos pontos de tensão na escápula esquerda, fica evidente aos olhos do terapeuta, uma desarmonia no sistema do estômago. Essa desarmonia pode ter iniciado internamente, a partir de uma situação de ansiedade intensa. Manipulando esses pontos de tensão é possível diminuir a ansiedade, liberando a energia vital que circula na área correspondente ao estômago.

Fatores Climáticos: Também devemos levar em consideração a influência do clima sobre as dores nas costas. Exemplo: Quando ficamos expostos num ambiente gelado, permitindo que o frio penetre no corpo. Essa condição climática agredirá as defesas do organismo, diminuindo a circulação do sangue, que consequentemente resultará em espasmos de grupos musculares profundos. Neste caso, o tratamento busca movimentar a circulação do sangue, com o objetivo de expulsar o frio interno.

Tratando as dores nas costas

O Shiatsu é uma terapia por meio da massagem que é muito eficaz no tratamento de dores em geral. No tratamento das dores nas costas o Shiatsu atua através de estímulos de compressão digital em pontos distais e locais à dor, assim como, nos canais de energia. Ainda o terapeuta utiliza técnicas de tração e de reajuste articular, com a finalidade de descomprimir as raízes nervosas, relaxar e alongar os músculos que sustentam a coluna vertebral.

A sensação de bem estar com o atendimento

A partir dos desbloqueios das obstruções energética e circulatória, é possível libertar os fluxos de sangue e de linfa, contribuindo diretamente para um melhor desempenho dos órgãos. Proporciona o equilíbrio energético entre Yin e Yang, com desdobramentos positivos e profundos sobre o corpo e a psique; por fim, ao beneficiar a saúde da parte interna do corpo, permite que surja a beleza exterior. Estimula a circulação dos líquidos corporais, melhorando a nutrição, a oxigenação e as drenagens venosa e linfática dos tecidos, influenciando positivamente todo o metabolismo.

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Shiatsu pode beneficiar as pessoas com dores nas costas

http://3.bp.blogspot.com/-GxswFmY5Xj4/Tzx01Sd38HI/AAAAAAAAE9I/jy5yfpAiHI8/s1600/massage-half.jpg

Já se tornou comum ouvirmos inúmeras queixas de dores nas costas. Essas dores podem acometer as pessoas, gerando um alto nível de desconforto, que as incapacita de realizar as atividades básicas do dia-a-dia. E paralelo a estes relatos, se torna cada vez mais evidente, que boa parte delas, não possui o hábito de cuidar da própria saúde, como a prática de exercícios e a boa alimentação. Ainda como agravante, tem uma rotina estressante, trabalhando muitas horas e descansando pouco. Esses fatores podem refletir negativamente sobre as costas, aumentando ainda mais as dores.

Já conhece o Faça Fisioterapia?

Leia o blog sobre Terapia Manual

Leia matérias sobre Terapia Alternativa

O que pode provocar dor nas costas?

Fatores Físicos: Carregar e levantar peso demasiado, ficar por muito tempo na mesma posição, realizar movimentos repetitivos, o sedentarismo, a obesidade, a idade, efetuar movimentos bruscos e acidentes. Esses fatores podem provocar distensões e espasmos musculares, além de comprometer a integridade das estruturas da coluna vertebral, provocando desvios de curvatura, que desgastam os discos intervertebrais.

Fatores Psíquicos e Energéticos: Para os praticantes da medicina oriental, as costas somatizam grande parte dos nossos conflitos internos, devido às diversas relações do emocional com o físico. As costas, denominada pelos japoneses Hokai, refletem externamente o funcionamento do organismo em áreas específicas, que tem a capacidade de concentrar uma grande quantidade de energia vital, ligando as estruturas internas com as externas e vice e versa. Quando a energia vital fica bloqueada numa dessas áreas, podemos atuar sobre a mesma, realizando a leitura das relações dos sistemas em desarmonia. Por exemplo: Quando encontrarmos pontos de tensão na escápula esquerda, fica evidente aos olhos do terapeuta, uma desarmonia no sistema do estômago. Essa desarmonia pode ter iniciado internamente, a partir de uma situação de ansiedade intensa. Manipulando esses pontos de tensão é possível diminuir a ansiedade, liberando a energia vital que circula na área correspondente ao estômago.

Fatores Climáticos: Também devemos levar em consideração a influência do clima sobre as dores nas costas. Exemplo: Quando ficamos expostos num ambiente gelado, permitindo que o frio penetre no corpo. Essa condição climática agredirá as defesas do organismo, diminuindo a circulação do sangue, que consequentemente resultará em espasmos de grupos musculares profundos. Neste caso, o tratamento busca movimentar a circulação do sangue, com o objetivo de expulsar o frio interno.

Tratando as dores nas costas

O Shiatsu é uma terapia por meio da massagem que é muito eficaz no tratamento de dores em geral. No tratamento das dores nas costas o Shiatsu atua através de estímulos de compressão digital em pontos distais e locais à dor, assim como, nos canais de energia. Ainda o terapeuta utiliza técnicas de tração e de reajuste articular, com a finalidade de descomprimir as raízes nervosas, relaxar e alongar os músculos que sustentam a coluna vertebral.

A sensação de bem estar com o atendimento

A partir dos desbloqueios das obstruções energética e circulatória, é possível libertar os fluxos de sangue e de linfa, contribuindo diretamente para um melhor desempenho dos órgãos. Proporciona o equilíbrio energético entre Yin e Yang, com desdobramentos positivos e profundos sobre o corpo e a psique; por fim, ao beneficiar a saúde da parte interna do corpo, permite que surja a beleza exterior. Estimula a circulação dos líquidos corporais, melhorando a nutrição, a oxigenação e as drenagens venosa e linfática dos tecidos, influenciando positivamente todo o metabolismo.

terça-feira, 3 de junho de 2014

Prevenção: evite dor na colina vertebral ao acordar

http://veja.abril.com.br/blog/viver-bem/files/2012/10/costas-580.jpg

Dor nas costas tem sido um problema cada vez mais frequente na população. Os fatores de risco mais relevantes das lombalgias e dorsalgias são sobrecarga ou esforço físico adicional, posturas incorretas, obesidade, sedentarismo e estresse.

A posição ao deitar-se para dormir e também o colchão e o travesseiro utilizados também podem influenciar na saúde da coluna. As dores musculares no corpo logo de manhã, ao acordar, são mais frequentes do que se poderia esperar. Depois de uma noite de sono seria de supor que o corpo estivesse devidamente repousado e em plena forma para um novo dia. Assim deveria ser num mundo ideal, mas a realidade quotidiana do presente está motiva situações de stress permanentes, ansiedades e hábitos e modos de vida que podem estar na base destas dores matinais que se aliviam com o passar do tempo.

Em relação às posturas, são importantes os cuidados durante as atividades laborativas, como evitar longo período assumindo uma mesma posição, e até mesmo durante o repouso. E durante o sono, em geral, o decúbito dorsal (deitar com a barriga voltada para cima) e lateral (para os lados esquerdo ou direito) são as melhores posturas. Além disso, pessoas que apresentam dor nas costas devem evitar dormir com a barriga para baixo.

O tipo de colchão mais indicado para dormir é o semi-rígido é o mais adequado e que a densidade da espuma deve variar com o peso da pessoa. Já quem dorme de lado deve utilizar um travesseiro da altura do ombro. Em decúbito dorsal, o travesseiro deve ser bem baixo, com exceção daqueles que possuem hipercifose (giba), ou seja, aumento pronunciado da concavidade da curva torácica, que necessitam travesseiros mais elevados.

A postura durante o sono é tão importante quanto o tipo do colchão e travesseiro e que, com o passar do tempo, a espuma ortopédica do colchão perde a qualidade e o colchão se deforma, havendo a necessidade de troca. O mesmo pode acontecer com o travesseiro de espuma. O uso inadequado do travesseiro pode desencadear contratura muscular na região cervical, o chamado torcicolo, que cursa com dor intensa e rigidez no pescoço. Geralmente, a tensão muscular reduz durante o primeiro ou segundo dia com a utilização de analgésicos e com o uso de colar cervical, forma de imobilizar parcialmente a coluna cervical.

Ele lembrou, também, a importância de salientar que na maioria dos casos de 'dor nas costas' há uma combinação de fatores que são responsáveis pelo desencadeamento do quadro doloroso. È importante identificar os principais fatores e tentar reduzir os efeitos danosos à coluna vertebral. Pessoas que apresentam dificuldades em assumir posturas corretas podem ser beneficiadas com a realização de exercícios posturais, alongamentos ou RPG (Reeducação Postural Global).

Como dormir melhor

    • Coloque seu travesseiro sob sua cabeça, não sob seus ombros;
    • Evite travesseiros com muito enchimento, eles não deixam sua cabeça descansar em uma posição neutra;
    • Durma de lado, com seus joelhos levemente dobrados e com um travesseiro entre seus joelhos. Essa é a melhor maneira de manter uma postura corporal adequada enquanto permanecer deitado. Evite torcer suas pernas em direção ao tórax. Se você tem que dormir de costas, coloque um travesseiro sob seus joelhos para dar um apoio à curvatura normal da parte inferior das costas;
    • Evite dormir de barriga para baixo, já que isso pode agravar as dores nas costas e no pescoço;
    • Muitos fabricantes de colchões promovem os de superfície extra-firme, mas pode ser que um colchão seja firme demais. Do mesmo modo, alguns colchões podem ser macios demais, especialmente os que possuem uma cobertura extra-macia de penas. Nenhuma das duas situações permite o repouso dos seus músculos, já que eles precisam trabalhar durante a noite toda para encontrar uma posição confortável e para manter a postura correta.

terça-feira, 27 de maio de 2014

Alongamento mais seguros para lesões de disco vertebral de L5-S1


Os exercícios de alongamento mais seguros para lesões de disco vertebral de L5-S1
A coluna vertebral consiste de um complexo conjunto de nervos, vértebras e discos. Os discos são estruturas macias  e circulares que ficam entre os ossos da coluna, eles promovem amortecimento e permitem a movimentação. Lesões nos discos em que a porção interna desses se projeta para fora são conhecidas como hérnias de disco. Essa lesões são mais comuns na coluna lombar, com 90% ocorrendo nos níveis de L4-L5 e L5-S1. Geralmente, os músculos da região lombar e nádegas tornam-se enrijecidos em resposta à herniação do disco. Isso pode ser aliviado por exercícios de alongamento para a região lombar, nádegas e posterior da coxa.

Alongamento da região posterior da coxa

Os músculos da região posterior da coxa são geralmente associados a dor na região lombar, pois eles contraem a coluna lombar e provocam desconforto. Esse exercício melhora a flexibilidade da coxa e reduz o estresse imposto sobre a coluna lombar. Para fazer esse exercício, sente no chão e estique sua perna direita. Dobre sua perna esquerda e coloque a sola do pé esquerdo na coxa direita. Estique seus braços para a frente do corpo e leve-os lentamente até o seu pé direito. Você sentirá o alongamento na região posterior da coxa. Mantenha essa posição por 30 segundos e repita três vezes. Repita esse exercício na sua perna esquerda.

Alongamento do piriforme

O músculo piriforme está localizado no interior da região da nádegas. Hérnias de disco lombares algumas vezes causam o enrijecimento dessa região, o que pode levar a irritação do nervo ciático. O alongamento do piriforme é benéfico para alongar esse músculo e aliviar os sintomas de compressão do nervo. Para realizar esse exercício, deite sobre suas costas e dobre ambos os joelhos. Coloque o seu pé direito sobre a coxa esquerda, logo acima do joelho. Abrace a sua coxa esquerda e então leve-a em direção ao peito. Você irá sentir o alongamento da nádega esquerda e quadril. Segure essa posição por 30 segundos e faça três repetições. Repita esse exercício na perna oposta.

Alongamento do joelho ao peito

Esse exercício alonga os músculos da coluna lombar e melhora a flexibilidade da coluna. Para realizar esse exercício, deite sobre as suas costa. Dobre ambos os joelhos e leve-os lentamente até o peito. Abrace ambas as pernas e segure essa posição por 30 segundos. Repita três vezes.

Extensões lombares

Extensões lombares são também bons exercícios para alongar os músculos da região lombar. Para realizar esse exercício, deite sobre a barriga. Dobre ambos os cotovelos e os apoie no chão. Seu tronco inteiro deve ser levantado do chão. Você irá notar o alongamento da região lombar quando executar corretamente o exercício. Segure essa posição por cinco segundos e então lentamente volte à posição normal em 30 segundos. Repita 10 vezes. Se você conseguir fazer esse exercício sem sentir dor, você pode tentar uma versão mais difícil dele, colocando ambas as mãos no chão, ao invés dos cotovelos. Arqueie sua coluna para trás, mas não permita que a sua pelve levante do chão. Segure essa posição por um segundo e faça 10 repetições.

Cuidado

Dor na região lombar ao realizar esses exercícios é normal. De fato, as suas dores nas costas podem na verdade piorar nos estágios iniciais da rotina de exercícios. Contudo, é recomendável parar de realizar esses exercícios caso você sinta uma piora da dor nas suas pernas e nádegas, ou se você desenvolver novos sintomas nessas áreas. Você deve também parar se a dor for severa imediatamente após completar os exercícios, ou se piora no dia seguinte.

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Terapia Manual pode eliminar dores na coluna

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) revelam que 80% da população mundial terá, pelo menos, duas crises de dor na coluna durante a vida.

Nestes casos, tanto para a coluna cervical quanto para a coluna lombar, os efeitos analgésicos cumulativos da terapia manual foram estudados e comprovados,
reduzindo a dor e os espasmos pós-lesão, acelerando a recuperação.


"A terapia manual inclui um impulso manipulativo de alta-velocidade e baixa amplitude e mobilizações oscilatórias, se mostrado capaz de diminuir a dor e melhorar a função do paciente", explica Roberto Serafim, fisioterapeuta e professor universitário, pós-graduado em Aparelho Locomotor no Esporte pela Escola Paulista de Medicina, especialista na restauração de funções articulares.


Direto no local

Ele explica que a terapia foi e é extensivamente pesquisada e pode agir diretamente em problemas comuns da população brasileira, como dores na coluna cervical e coluna lombar. Serafim recebe, em média, 60% dos pacientes em sua clínica em Campinas (SP) com sintomas de dores nas costas.


É a partir desta premissa que a terapia manual vem recebendo atenção cada vez maior de pesquisadores e profissionais de saúde e sendo aplicada com sucesso em tratamentos dedicados ao sistema músculo-esquelético (sistemas muscular, articular e neural).


A incidência deste tipo de dor é tanta que em 1994, a Agência em Política e Pesquisa em Saúde nos USA desenvolveu o Guia para Dor Lombar Aguda. Em 1997, a Nova Zelândia também criou um guia oficial que recomenda a terapia manual nas primeiras quatro a seis semanas de dor lombar. O Royal College of General Practitioners, do mesmo país, afirmou que existem fortes evidências para apoiar o uso da manipulação na dor lombar, provendo maior rapidez na melhora da dor e no nível de atividade do paciente.

Mãos na massa

A fisioterapia manual consiste em utilizar as mãos para recompor a capacidade de reparo do organismo. Assim, a manipulação afeta propriedades mecânicas dos tecidos como elasticidade, força e alongamento. Ela trata as deficiências neuromusculares decorrentes de doenças e lesões musculoesqueléticas como perda de equilíbrio e movimento, permite a correção postural, além de causar reações psicológicas que apresentam uma resposta somática traduzida pelo relaxamento e sensação de bem estar.

Em sua clínica, Serafim aponta uma porcentagem de pelo menos 90% de pacientes que relatam diminuição ou ausência de dor e recuperação de problemas articulares com o uso da terapia manual também em outras partes do sistema músculo-esquelético.

Com duas seções iniciais, o publicitário Tiago Petreka, que sofreu uma séria lesão no tornozelo direito praticando futebol, já sente os benefícios da terapia e do programa de recuperação da clínica. "As seções de manipulação ajudaram muito no combate às dores e ganho de movimento, me devolvendo mais rápido ao meu cotidiano", afirma.
Fonte:Yahoo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...